16.8 C
Goiânia
InícioEspecialFim de restrições da Rússia à carne bovina brasileira

Fim de restrições da Rússia à carne bovina brasileira

Russos impuseram embargo à proteína de animais com mais de 30 meses de idade que fossem abatidos no Pará após caso de "vaca louca" no Estado

governo federal anunciou nesta sexta-feira fim do embargo russo à carne bovina brasileira exportada a partir do Pará. A Rússia impôs as restrições em março, após a confirmação de um caso atípico de “vaca louca” em Marabá, no sul do Estado, no dia 22 de fevereiro.

Em comunicado, o governo destacou que o fim das restrições russas soma-se à reabertura do mercado das Filipinas, em 28 de março, e representa a plena normalização do comércio do produto com a Rússia. No dia 1º de março, o país impôs o embargo à carne de animais com mais de 30 meses de idade que fossem abatidos no Pará.

LEIA TAMBÉM:

Brasil tem potencial para ser liderança global na produção sustentável de alimentos

Caso atípico

O governo federal explicou que, diferentemente da forma clássica da chamada “vaca louca”, a forma atípica é decorrência natural no rebanho e não apresenta risco à saúde pública.

Em 2022, as exportações de carne bovina para Rússia somaram cerca de US$ 165 milhões. Foram exportadas o equivalente a 24 mil toneladas do produto. As Filipinas são o sexto destino das exportações da carne bovina no Brasil, somando 275 milhões de dólares em 2022.

O governo brasileiro comunicou também que o Ministério das Relações Exteriores (MRE) segue atuando desde a ocorrência no Pará para evitar fechamentos indevidos de mercados.

Fabiane Fagundes
Fabiane Fagundes
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital e psicóloga em formação.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas