16.8 C
Goiânia
InícioDestaqueMunicípio goiano investe na produção de abacate

Município goiano investe na produção de abacate

LEIA TAMBÉM:

Projeto de rastreabilidade de frutas e hortaliças começa virar realidade

Uma parceria feita entre a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) e a empresa New Life pode tornar a município goiano, Santa Rita do Araguaia, referência na produção de abacate em Goiás. O município goiano investe na produção do fruto.

Dividido em duas etapas e somando, ao todo, trezentos hectares, o plantio – que deverá ser o maior do fruto no Centro-Oeste – considerou uma seleção de variedades que se adaptaram às condições edafoclimáticas da região, considerando, ainda, a capacidade de expansão da fruticultura local. 

A primeira metade da produção será plantada na Fazenda New Life, que servirá como uma espécie de laboratório para a produção de abacate.

Apesar de grande consumidor, o estado de Goiás ainda não é protagonista quando se fala em produção de abacate. Segundo a Radiografia do Agro 2022, na Ceasa Goiás, em 2021 foram comercializadas mais de 15 mil toneladas do fruto, sendo que deste total, somente 3 mil toneladas foram produzidas no estado. Atualmente, o estado figura no 16° lugar no ranking brasileiro de produção de abacate, produzindo, em média, 6 toneladas por hectare.

Se compararmos a produção do nosso estado com Minas Gerais, São Paulo e Paraná, por exemplo, ela é irrisória. Porém, apesar de produzir menos, aqui se comercializa mais abacate do que nesses lugares. Então, precisamos atender nossa própria demanda e fazer com que o fruto chegue mais fresco ao comércio local”, explica José Luiz Pereira, coordenador da Unidade Regional Sudoeste, que conduz o projeto.

Além de inovar, a iniciativa também visa estabelecer ações focadas na sustentabilidade e no aumento da rentabilidade de agricultores familiares.

MAIS NOTÍCIAS:

Frutas registram queda das cotações no atacado com maior oferta e demanda reduzida

Município Goiano investe na produção de abacate
Foto: Divulgação

A Emater é a responsável pela elaboração do projeto e pela capacitação dos agricultores familiares, para garantir o melhor aproveitamento da produção. O objetivo é atender uma demanda do mercado goiano e nacional, além de tornar o município uma referência na comercialização de abacate. Somente após os resultados preliminares, previstos para 2024, os produtores serão integrados à iniciativa.

Fonte: Comunicação Emater Goiás

Fabiane Fagundes
Fabiane Fagundes
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital e psicóloga em formação.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas