26.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioVinícola Assunção prevê produzir 50 mil garrafas de vinho

Vinícola Assunção prevê produzir 50 mil garrafas de vinho

Vinícola Assunção fez o primeiro plantio de uvas americanas em 2015 na sua propriedade em Pirenópolis (GO). Dois anos depois, passou a comercializar suco de uva integral. Ademais, em 2018, a empresa iniciou o plantio de uvas viníferas (utilizadas na produção de vinho), permitindo que a vinícola passasse a produzir há dois anos a sua própria marca da bebida. Todavia, a meta é produzir 50 mil garrafas de vinho até 2025.

“Inicialmente a intenção era trabalhar com um tipo de frutífera. O cultivo de uvas viníferas foi uma consequência. Plantamos primeiro castas para mesa e suco. Posteriormente, sabendo que a região tem um grande potencial já comprovado no cultivo de uvas viníferas, iniciamos o plantio destas uvas. Estamos muito satisfeitos com o resultado”, diz Guilherme de Paula, sócio da vinícola goiana, ao Portal Empreender em Goiás.

O empreendedor destaca, que após a estabilização dos vinhos e vinhedos já implantados, a intenção é expandir na região. A propriedade conta com 13 hectares de vinhedos, dos quais, metade é de uvas de mesa e a outra de uvas viníferas. No ano passado foram produzidas 6 mil garrafas de vinhos e para este ano são previstas 10 mil. De acordo com Guilherme Paula, volume que deve mais do que dobrar nos próximos três anos.

A variedade de uvas cultivadas na propriedade chega a sete espécies plantadas no total. São elas: Syrah, Grenache, Marselan, Tempranillo, Pinot noir, Chenin Blanc e Viognier. Com algumas delas, é feito a produção de vinhos. Por exemplo: o vinho rosé, produzido através das uvas Grenache e Chenin Blanc; o vinho clarete, feito das uvas Syrah e Grenache; o tinto pela uva Syrah; e tinto barricado pelas Grenache e Syrah.

Enoturismo e bistrô

Percebendo a oportunidade de atrair clientes até a vinícola, a empresa fez dois investimentos no ano passado: um roteiro de enoturismo (o Vem de Vinho Enoturismo) e a montagem de um bistrô da fazenda. Aliás, que fica cerca de 30 quilômetros do centro de Pirenópolis. A vinícola oferece a vivência da colheita, que ocorre em época de safra das uvas americanas, onde os visitantes pagam R$ 20 por pessoa e podem consumir e colher uvas direto do pé. Funciona de terça a quinta-feira, das 10 às 16 horas. Nos sábados e domingos, das 10 às 18 horas.

Durante o passeio é abordada a história da fazenda, além de uma caminhada pelos parreirais de uvas viníferas e visita ao processo de produção de vinhos, suco de uva e cachaça. Outra atração do Vem de Vinho é o piquenique, realizado em meio às parreiras com toalhas, cesta de frutas, tábuas de frios e demais acompanhamentos. Essa atividade ocorre de abril a outubro e também oferece música ao vivo, vinhos e comidas variadas.

Segundo o empresário Guilherme, o restaurante surgiu como consequência do turismo. “As pessoas descobriram os parreirais e, com isso, começaram a nos visitar. Entretanto, sem termos nenhuma estrutura para receber alguém. Após um tempo já não atendia mais a demanda, queriam almoço. Então, abrimos o restaurante”, diz. O bistrô aposta na gastronomia valorizando o produto local e é comandado pelo chef brasiliense Fernando Souza.

Fonte: por Sônia Ferreira/Portal Empreender em Goiás

Janaina Honorato
Janaina Honorato
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital. Experiência de 9 anos com comunicação para o agronegócio em reportagens de TV, rádio, impresso e internet.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas