16.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioTereza Cristina se despede do cargo de ministra e destaca conquistas dos...

Tereza Cristina se despede do cargo de ministra e destaca conquistas dos produtores rurais nos últimos três anos; Marcos Montes é o novo ministro

A cerimônia foi realizada no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro

Em cerimônia no Palácio do Planalto na manhã desta quinta-feira (31), Tereza Cristina se despediu do cargo de ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o qual assumiu em 2019. A Ministra deixa o cargo para disputar uma cadeira do Senado nas eleições de outubro de 2022.


A cerimônia reuniu o presidente da República, Jair Bolsonaro, ministros que deixam os cargos para concorrerem nas eleições também, junto com os novos ministros que assumem as pastas.


Durante seu discurso, Tereza Cristina ressaltou os “desafios” frente à pasta, que incorporou as políticas do Incra, do Serviço Florestal Brasileiro, da Agricultura Familiar e da Pesca, antes lotados em áreas distintas da Esplanada.


A ex-ministra ainda agradeceu a confiança e pontuou conquistas do setor agropecuário, como a manutenção do abastecimento e garantia da segurança alimentar durante a pandemia da Covid-19 e mais recentemente com o cenário decorrente do conflito na Ucrânia.


“Somos a potência agroambiental que somos baseados na vocação natural de nosso país, na ciência e no trabalho duro dos nossos produtores. Os produtores são verdadeiros heróis.

Resilientes face às adversidades de todas as ordens, geram renda e emprego. Finalmente, diante da pandemia e do conflito da Ucrânia, a sociedade começa a reconhecer o papel fundamental do Agro na preservação da economia e do processo de desenvolvimento sustentável”, disse, ao frisar que foi levado ao debate internacional o tema da garantia da segurança alimentar global frente ao cenário do conflito da Ucrânia e das decorrentes sanções e limitações ao comércio de fertilizantes.


A entrega da titulação da propriedade rural a milhares de brasileiros; o fortalecimento da agricultura familiar e do seguro rural, e a abertura de mais de 200 mercados externos, durante o período também foram destacados.


“Na nossa gestão priorizamos o agricultor familiar. A agricultura é uma só e devemos apoiar aqueles que mais precisam. Destinamos valores recordes aos financiamentos do Pronaf e, para esse público, não faltaram recursos. Entregamos mais de 340 mil títulos de regularização fundiária em todo o Brasil até agora e poderemos chegar a 500 mil até o final deste ano. Com os documentos, crédito adequado e assistência técnica, pequenos produtores contribuem para que o Brasil aumente ainda mais sua importância como uma potência agrícola”, comemorou Tereza Cristina.

Cerimônia de Transmissão do Cargo de Ministro da Agricultura

Na cerimônia, o presidente Jair Bolsonaro assinou o termo de posse do novo ministro da Agricultura, Marcos Montes, que estava na secretaria-executiva da Pasta desde 2019.


Tereza Cristina destacou que o bom trabalho desenvolvido no Mapa terá continuidade sob comando do novo ministro Marcos Montes. “Temos um ministério mais leve, preparado para apoiar a agropecuária de nosso país. Há ainda muito a ser feito. Tenho certeza que o Marcos Montes responderá aos desafios com muito sucesso”, finalizou.


Nos três anos e três meses de gestão frente ao Mapa, Tereza Cristina esteve licenciada da cadeira de deputada Federal. Ela se desliga do cargo no Executivo em cumprimento ao prazo de desincompatibilização estipulado pela Justiça Eleitoral.

Quem é Marcos Montes?

Marcos Montes Cordeiro tem 72 anos e é natural de Sacramento. Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Uberlândia, foi deputado federal de 2007 a 2019 por Minas Gerais. Na Câmara dos Deputados, foi presidente da Comissão de Agricultura e Pecuária. Além disso, o novo Ministro também é produtor rural.


Durante seu discurso na transmissão do cargo de novo Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Montes declarou que o “agronegócio é DNA do Brasil”.


“Eu vou estar do lado de lá da praça, para fazer com que o agronegócio vá bem. O agro é um dos negócios mais pujantes que existem no Brasil. Vai precisar de muita paciência”, disse o ex-secretário executivo da pasta.

Janaina Honorato
Janaina Honorato
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital. Experiência de 9 anos com comunicação para o agronegócio em reportagens de TV, rádio, impresso e internet.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas