18.8 C
Goiânia
InícioNotíciasPolítica e EconomiaSeapa apresenta minuta de parceria com a União para fortalecer a cadeia...

Seapa apresenta minuta de parceria com a União para fortalecer a cadeia da piscicultura goiana

Com a parceria será possível sanar um dos maiores gargalos da cadeia: o processamento dos peixes. Também será possível levar capacitação e estimular a estruturação de cooperativas.

A ampliação de projetos na área de aquicultura e pesca, em Goiás, foi discutida durante reunião entre o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Pedro Leonardo Rezende, acompanhado pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), Francisco Júnior, e o ministro da Pesca e da Aquicultura (MPA), André de Paula, em Brasília-DF.

Durante o encontro, o titular da Seapa fez a entrega de uma minuta de projeto que visa, com apoio do Governo Federal, fortalecer a cadeia produtiva da piscicultura goiana.

“Na reunião que fizemos em abril, junto com o governador Ronaldo Caiado, aqui no MPA, acordamos que apresentaríamos um modelo minutado para que fosse avaliado junto à equipe técnica do Ministério, para que possamos viabilizar esse projeto”, explica o secretário Pedro Leonardo Rezende. 

Ainda segundo Pedro Leonardo, com a parceria, será possível sanar um dos maiores gargalos da cadeia: o processamento dos peixes.

“Identificamos que o grande gargalo é a parte de abate e de processamento, principalmente de filetagem, especialmente da tilápia, que é o produto mais trabalhado. Com a parceria, poderemos levar capacitação e estimular a estruturação de cooperativas, além de aproveitar a expertise daquelas que têm maior maturidade, aplicando o conhecimento a outros casos”, ressalta.

Agora, um grupo técnico de trabalho será implantado, para dar andamento ao desenvolvimento do projeto. Em Goiás, a Seapa já possui um grupo dedicado ao segmento de aquicultura e pesca. Além de representantes do governo, fazem parte da equipe entidades ligadas à formação, pesquisa, extensão, sanidade, meio ambiente e crédito rural. O objetivo é facilitar o atendimento às demandas dos mais de três mil pescadores que trabalham no Estado.

Em outra frente, está em implementação um projeto de produção de tilápia em Minaçu, dentro do programa Goiás Social. O município recebeu R$ 1,8 milhão para a estruturação de criadouros em larga escala e frigorífico para beneficiamento de peixe. A expectativa é de que a produção alcance três milhões de toneladas de pescado por ano. “Agora, buscamos essa construção colaborativa com a equipe técnica do MPA”, finaliza Pedro Leonardo Rezende. 

Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas