25.8 C
Goiânia
InícioDestaqueNova câmara vai discutir AgroCarbono Sustentável

Nova câmara vai discutir AgroCarbono Sustentável

Serão 44 entidades envolvidas com o tema da sustentabilidade das cadeias produtivas do agronegócio para promover a construção de soluções sustentáveis mais abrangentes e eficazes.

Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) instalou a Câmara Temática AgroCarbono Sustentável com o objetivo de reunir o setor público e privado e alavancar o debate para reforçar políticas públicas que promovam a sustentabilidade do agro.

A iniciativa permitirá a construção de políticas integradas e estratégias colaborativas que enderecem questões críticas como segurança alimentar, combate à fome, conservação ambiental, resiliência climática e manutenção da posição de grande exportador global, alinhando o setor agropecuário brasileiro com as demandas da sociedade e as expectativas do mercado internacional.

Na reunião, o presidente da câmara, José Angelo Mazzillo Júnior, ressaltou que a discussão está bastante pulverizada e que é preciso coordenar as várias iniciativas, “todas são meritórias, aproveitarmos a sinergia e evitarmos hiatos. Precisamos ter um plano de país em relação à sustentabilidade do Agro bastante integral e abrangente”.

Os membros serão designados em seguida, porém os temas a serem debatidos já foram escolhidos. Serão quadro grupos temáticos: taxonomia; rastreabilidade e certificações; finanças sustentáveis e a participação nos mercados de carbono, que buscam debater, como foco principal, um futuro em que a agropecuária brasileira seja reconhecida não apenas como mais produtiva, mas também como um exemplo de desenvolvimento econômico e responsabilidade socioambiental.

Dividida em cinco grandes grupos, a câmara contará com 44 entidades na sua composição inicial dentre eles representantes de produtores e proprietários rurais, financiadores, certificadores, auditores, agtechs, reguladores, academia e entidades envolvidas com o tema da sustentabilidade das cadeias produtivas do agronegócio para promover a construção de soluções sustentáveis mais abrangentes e eficazes.

“Além do Mapa, teremos um público bastante diverso. E é isso que a gente quer, queremos integrar todas as visões para direcionar o foco das pessoas em relação ao tema sustentabilidade do agro e da atração das boas iniciativas”, disse o presidente da câmara.

A portaria que cria a câmara foi assinada na segunda-feira pelo ministro Fávaro, antes de embarcar para missão com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Oriente Médio e Europa.

Saiba mais

Em janeiro, o Mapa realizará workshop que reunirá o grupo de reguladores com intuito de ouvir das partes como está o tema e o que estão fazendo em relação ao agro sustentável. Dentro desse grupo estão os ministérios da Agricultura e Pecuária; Fazenda; Desenvolvimento, Industria, Comércio e Serviços; Meio Ambiente e Mudanças do Clima; e a Embrapa.

Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas