17.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioGoverno Federal amplia número de adidos agrícolas

Governo Federal amplia número de adidos agrícolas

Decreto presidencial autoriza aumento de 28 para 29 postos

Brasil irá contar com mais um posto de adido agrícola, passando de 28 para 29. A ampliação foi autorizada no Decreto 10.963, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, e publicado nesta segunda-feira (14), no Diário Oficial da União, visando alavancar as oportunidades do agronegócio no mercado externo.

O decreto não significa a criação automática do posto ou designação de adido, medidas que dependem de outros atos posteriores.

Os adidos desempenham missões permanentes de assessoramento junto às representações diplomáticas brasileiras no exterior. Têm o papel de identificar oportunidades, desafios e possibilidades de comércio, investimentos e cooperação para o agronegócio brasileiro. Para isso, têm interlocução com representantes dos setores público e privado, assim como interagem com relevantes formadores de opinião, na sociedade civil, imprensa e academia.

Os adidos atuam, por exemplo, para que os produtos da agropecuária brasileira cheguem a mais países. Desde 2019, mais de 170 mercados foram abertos, grande parte deles só foi possível a partir do trabalho dos adidos agrícolas, profissionais considerados os embaixadores do agronegócio.

Atualmente, há adidos agrícolas nos seguintes locais: Bangkok, Buenos Aires, Cairo, Camberra, Bogotá, Hanói, Jacarta, Cidade do México, Lima, Londres, Moscou, Nova Dehli, Ottawa, Paris, Pretória, Rabat, Riade, Roma, Seul, Singapura, Suíça, Tóquio e Washington. Em Pequim e na União Europeia, são dois representantes, já que China e o bloco são os maiores importadores de produtos do agronegócio nacional. A partir deste ano, haverá um representante em Berlim, na Alemanha. 

O número de profissionais é o maior desde que a função foi criada, em 2008, pelo Decreto 6.464. À época, foram abertos oito postos, mas a crescente demanda por alimentos brasileiros em outros países fez com que as relações bilaterais se intensificassem e a participação direta dos adidos se tornasse essencial para o relacionamento entre os mercados.

Janaina Honorato
Janaina Honorato
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital. Experiência de 9 anos com comunicação para o agronegócio em reportagens de TV, rádio, impresso e internet.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas