29.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioGoiás é o estado com maior produtividade de soja do Brasil

Goiás é o estado com maior produtividade de soja do Brasil

Equipe do Rally da Safra percorreu várias regiões produtoras avaliando lavouras de soja e divulgou o fechamento da safra de soja 2021/2022

Etapa Soja do Rally da Safra 2022 terminou com uma estimativa de produção de 124,6 milhões de toneladas de soja, queda de 1,2 milhão de toneladas em relação à projeção anterior, divulgada em 15 de fevereiro. É uma quebra de 10,6% sobre a safra 20/21 e 19,7 milhões de toneladas a menos do que o previsto no início da safra, em setembro do ano passado.

Desde que as equipes começaram a percorrer as principais regiões produtoras, foram confirmadas duas situações bastante distintas nesta temporada, a depender da região. As lavouras de boa parte do Centro-Oeste, Norte, Sudeste e Nordeste se desenvolveram sob condições adequadas e apresentam resultados de bons a excelentes.

Já no Sul (incluindo o Sul do Mato Grosso do Sul, além de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), o clima seco e quente de meados de dezembro até boa parte do primeiro trimestre de 2022 provocou uma quebra significativa.

Foi uma safra em que o clima teve um comportamento atípico, o que pode ser atribuído à influência do fenômeno La Niña pelo segundo ano consecutivo. “Há muita disparidade na produtividade dessas duas grandes regiões do país.  Mais do que isso: a irregularidade do clima gerou diferenças nos resultados das lavouras entre as regiões de um mesmo estado e até mesmo entre as áreas de um mesmo município”, explica André Debastiani, coordenador do Rally da Safra.

A produção projetada pelo Rally da Safra, por exemplo, é maior do que mostram os números oficiais. Uma das razões: há divergências na distribuição regional da área plantada. Os números do Rally são pelo menos 200 mil hectares menores do que os da Conab para o Rio Grande do Sul, onde a safra quebrou, mas superam bastante as estimativas oficiais num estado como Goiás, onde a produtividade é recorde.

Considerando a área total do Brasil, a diferença é relativamente pequena (o Rally da Safra trabalha com 40,8 milhões de hectares, uma expansão de 4,1% sobre a safra anterior) e seria pouco significativa em termos de produção, não fossem as situações regionais específicas desta temporada. “O efeito disso na produção é muito grande e explica, em parte, as diferenças entre as estimativas.”, esclarece o coordenador do Rally.

Soja no Centro-Oeste

A equipe percorreu mais de 30 mil quilômetros e avaliou cerca de 1.000 amostras nas principais regiões brasileiras, que produzem soja.

Na região central do Brasil, o desempenho das lavouras foi de bom a excelente. As variedades precoces tiveram ótima produtividade, afastando o temor, comum no início do ano, de que o excesso de dias nublados poderia comprometer o peso de grão.

Soja em Goiás

Em Goiás, por exemplo, os produtores vão colher um recorde de produtividade, o que fará do estado o segundo maior produtor brasileiro, superando desta vez o Rio Grande do Sul e o Paraná. No Mato Grosso, a safra só não foi melhor porque o desempenho da soja tardia ficou abaixo do que esperava. “O final do ciclo foi muito chuvoso, o que diminuiu as médias de produtividade, mas ainda assim o MT deve registrar um novo recorde de produtividade”, afirma Debastiani.

A produtividade das lavouras goianas nesta safra 2021/2022 surpreendeu a equipe, fechando com média de 66,3 sacas por hectare, 8% a mais que na temporada anterior 2020/2021 que foi de 61,4 sacas/hectare. O que coloca Goiás com a maior média de produtividade do Brasil.

Janaina Honorato
Janaina Honorato
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital. Experiência de 9 anos com comunicação para o agronegócio em reportagens de TV, rádio, impresso e internet.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas