30.8 C
Goiânia
InícioDestaqueEmbaixadores de países africanos e caribenhos conhecem genética bovina de ponta em...

Embaixadores de países africanos e caribenhos conhecem genética bovina de ponta em Goiás

Integrantes de missões diplomáticas visitaram feira agropecuária em Goiânia e propriedade que é referência no desenvolvimento da raça gir em Bela Vista de Goiás

Integrantes de missões diplomáticas de sete embaixadas africanas e caribenhas conheceram o trabalho de ponta com genética de gado de leite no Estado. Eles estiveram na abertura da feira Goiás Genética.

Os representantes participaram do dia de campo em propriedade rural que é referência no desenvolvimento da raça gir, em Bela Vista. O encontro foi organizado pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e do Gabinete de Assuntos Internacionais.

A primeira atividade da programação foi a visita ao Parque de Exposições Agropecuárias Pedro Ludovico Teixeira, na Nova Vila, em Goiânia. No local, o grupo acompanhou a abertura da Goiás Genética — Feira de Negócios da Indústria da Genética Bovina e percorreu boa parte dos pavilhões que abrigam, até sábado (30/9), mais de 500 animais de raças como gir, guzerá, nelore, sindi e tabapuã.

O evento é uma realização da Associação Goiana dos Criadores de Zebu (AGCZ) e do Sistema Faeg/Ifag/Sindicato Rural, com apoio do Governo de Goiás, além de entidades e empresas.
De lá, a comitiva seguiu para a zona rural de Bela Vista de Goiás, onde conheceu a estrutura da Estância K. O empreendimento da Família Branquinho é considerado uma referência em genética da raça gir.

Os representantes de países da África e Caribe quiseram saber detalhes do funcionamento da fazenda e tiraram dúvidas sobre o mercado de genética bovina no Brasil. Participaram da visita: o embaixador da Nigéria, Muhammad Ahmad; o embaixador de Trindade e Tobago, Gerard Greene; o vice-embaixador de Cuba, Melne Hernández; o ministro da Embaixada de Gana, Humphrey Ajongbah; o primeiro-secretário da Embaixada de Botsuana, Oabona Matlho; e os conselheiros Josefina Aracena (República Dominicana) e Arlindo Carlos (Moçambique).

A chefe de Gabinete da Seapa, Paula Coelho, coordenou a agenda e ressaltou a importância de mostrar o agronegócio goiano para o mundo.

“Nos últimos meses recebemos visitas de representantes de vários países, e o balanço desse trabalho de articulação intensa que temos feito com as embaixadas em Brasília é muito positivo. Todos que visitam Goiás ficam impressionados com a pujança da nossa produção e interessados em ampliar parcerias. Temos um potencial enorme de novos negócios”, afirmou ela.

Falando em nome da comitiva estrangeira, o embaixador de Trindade e Tobago, Gerard Greene, agradeceu pela recepção e disse que aprendeu bastante durante o dia de campo na Estância K.

“Com base em tudo que vi, parabenizo pelo trabalho da Estância K”, disse ele. Fundador da fazenda, o pecuarista Luiz Eduardo Branquinho se mostrou honrado pela visita: “Agradeço em nome da Estância K. Estamos de porteiras abertas. Talvez seja nossa missão fazer melhoramento genético não só para o Brasil, mas para outros países”.

Também participaram da agenda em Bela Vista de Goiás: a deputada federal Marussa Boldrin; o presidente do Sindicato Rural de Alexânia e primeiro vice-presidente administrativo do Sistema Faeg/Senar, Armando Rollemberg Neto; o diretor de Assuntos Internacionais da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio), Marcelo Gomes.
A Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) foi representada pela diretora do escritório de Goiânia, Vanessa Barbosa, e pela gerente nacional de Melhoramento Genético Leiteiro, Mariana Alencar.

Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas