14.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioCrise na cadeia leiteira: Setor tem perdido produtores interessados na atividade

Crise na cadeia leiteira: Setor tem perdido produtores interessados na atividade

A crise no setor leiteiro é um problema crescente que vem assolando a indústria há anos. Com o passar do tempo, vemos um cenário alarmante no qual o número de produtores de leite no país tem diminuído significativamente. A atual situação do setor está intrinsecamente ligada a diversos fatores, incluindo a importação de laticínios de países do Mercosul, como a Argentina, que aplicam subsídios diretos à produção leiteira.

Esses subsídios estrangeiros têm causado uma concorrência desleal no mercado, uma vez que tornam o leite importado mais barato em relação ao produto nacional. Resultando em uma queda nos preços pagos aos pecuaristas brasileiros, desencorajando a produção e levando ao êxodo rural, à medida que muitos agricultores enfrentam dificuldades para manter suas atividades.

O problema é ainda mais agravado pelo fato de que o setor leiteiro carece de políticas públicas eficazes e contínuas para estimular a atividade. Os produtores têm enfrentado desafios e incertezas constantes, sem o apoio necessário para tornar suas operações economicamente sustentáveis.

Nesta quinta-feira (19), a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados discute os impactos da importação de lacticínios de países do Mercosul na produção de leite nacional. Na ocasião, serão analisados os efeitos da importação de produtos lácteos de nações do Mercosul na indústria leiteira nacional. O encontro acontecerá no Plenário 3, com início às 9h30.

De acordo com a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), as importações de leite em pó aumentaram significativamente, cerca de 268%, de janeiro a julho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2022. Mais de 90% dessas importações provêm da Argentina e do Uruguai, que são países membros do Mercosul.

A solicitação para audiência foi feita pela deputada Ana Paula Leão (PP-MG), que expressou preocupação em relação à carência de políticas públicas consistentes e sustentadas que apoiem a atividade leiteira no país, algo que aflige os produtores de leite há bastante tempo.

“A Argentina tem fornecido subsídios diretos à produção leiteira, o que ela critica por aumentar a discrepância entre os produtos importados e os produtos brasileiros. Essa situação tem levado à redução dos preços pagos aos pecuaristas, desincentivando a produção e contribuindo para o êxodo rural”, alerta a deputada.

Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas