13.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioCOP27 começa neste domingo (6) em Sharm El Sheikh, no Egito

COP27 começa neste domingo (6) em Sharm El Sheikh, no Egito

Discussões sobre mudanças climáticas pautarão o evento, que deve ter a participação do presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

A 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2022 (COP 27), organizada pelo Egito em Sharm El Sheikh, terá delegados de todo o mundo para participarem das negociações anuais sobre mudanças climáticas. 

Com mais de 40.000 participantes estimados, espera-se que a cúpula receba um dos maiores números de participantes da conferência anual do clima global, que acontece de 6 a 18 de novembro.

“Como anfitriões da COP, estamos interessados ​​em trazer representantes de nações e partes interessadas de todo o mundo e fornecer o impulso necessário para abordar as ações necessárias para a implementação urgente e em escala de compromissos e promessas climáticas”, disse o Embaixador Wael Aboulmagd, Representante Especial do Presidente da COP27.

O lema dessa COP27 é “juntos para a implementação”, que sinaliza a necessidade de finalizar os acordos firmados em encontros anteriores, para redução de emissões de gases de efeito estufa, por exemplo.

O Centro Internacional de Convenções de Sharm El-Sheikh (SHICC) formará a Zona Azul geral da COP27. A Zona Azul é onde todas as negociações entre os delegados devem ocorrer. Além disso, uma longa lista de eventos dinâmicos será organizada por governos e observadores credenciados, incluindo jovens defensores e cientistas.

Uma Zona Verde de 22.500 metros quadrados é onde a comunidade empresarial, jovens, sociedade civil, academia e artistas de todo o mundo terão um espaço adicional para estar presente e participar. O objetivo é promover o diálogo inclusivo e dinâmico e o engajamento entre os atores climáticos por meio de eventos, exposições, oficinas, apresentações culturais e palestras.

Cúpula de Implementação Climática de Sharm El-Sheikh acontecerá de 7 a 8 de novembro, trazendo todos os chefes de estado e governo participantes. Após a inauguração da cúpula, várias mesas redondas serão realizadas para se concentrar em seis tópicos principais: Transições Justas, Segurança Alimentar, Financiamento Inovador para Clima e Desenvolvimento, Investir no Futuro da Energia, Segurança Hídrica e Mudanças Climáticas e A Sustentabilidade de Comunidades Vulneráveis.

Inclusive, o presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi convidado para participar do evento, que segundo especialista aqueceu os ânimos para a participação do país.

“Lula usou inclusive como objeto de campanha, uma mudança na perspectiva da política ambiental. Há uma expectativa de como o Brasil vai se portar lá, sobre as metas que foram atingidas nesse ano de 2022 e também aquilo que Lula deve anunciar. Ele deve voltar o seu discurso para as questões de proteção da Amazônia, que anuncie a retomada de projetos de combate ao desmatamento. A certeza é que desmatamento, agronegócio e os projetos para os próximos quatro anos, vão ser uma das grandes tônicas do discurso do presidente Lula”, afirmou Juliana Mattei, advogada especialista em direito ambiental, em entrevista ao Canal Rural, nesta quinta-feira (3).

Para saber mais sobre a COP27, acesse https://cop27.eg/.

Janaina Honorato
Janaina Honorato
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital. Experiência de 9 anos com comunicação para o agronegócio em reportagens de TV, rádio, impresso e internet.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas