30.8 C
Goiânia
InícioDestaqueAgricultura familiar fornecerá alimentos para cozinhas comunitárias e solidárias

Agricultura familiar fornecerá alimentos para cozinhas comunitárias e solidárias

Um dos objetivos é garantir segurança alimentar nos centros urbanos ao fornecer alimentação gratuita e de qualidade à população vulnerável, sobretudo a população em situação de rua e de insegurança alimentar.

Agricultores familiares poderão contar com R$ 25 milhões como forma de apoio do escoamento da produção. Com este recurso, o governo federal irá comprar os alimentos dos trabalhadores do campo e direcioná-los a cozinhas comunitárias e solidárias. A maior parte da verba será destinada para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) fazer a aquisição.

O anúncio foi realizado ontem (31) durante o lançamento do Plano Brasil Sem Fome. O recurso para a compra dos alimentos será destinado às cozinhas comunitárias e solidárias será repassado para a Companhia pelo MDS. Já a aquisição dos produtos alimentares ocorre por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade Compra com Doação Simultânea (CDS).

A partir do PAA, os produtos da agricultura familiar são destinados a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. O Programa também possibilita a formação de estoques pelas cooperativas e demais organizações da agricultura familiar, bem como o atendimento às demandas de gêneros alimentícios e materiais propagativos.

Já o Programa Nacional de Cozinhas Solidárias foi criado no Projeto de Lei que cria o novo PAA, sancionado em julho deste ano. O equipamento visa garantir segurança alimentar nos centros urbanos ao fornecer alimentação gratuita e de qualidade à população vulnerável, sobretudo a população em situação de rua e de insegurança alimentar.

O plano reúne 80 ações que serão desenvolvidas por 24 ministérios, com 100 metas a serem atingidas. Está organizado em três eixos: acesso à renda, a partir da redução da pobreza e promoção da cidadania; segurança alimentar e nutricional, com alimentação saudável da produção ao consumo; e mobilização para o combate à fome.

O objetivo é a transferência de renda para que as famílias tenham acesso a alimentação saudável. Além disso, o projeto tem como novidade o estímulo à produção, em especial da agricultura familiar.

Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas