16.8 C
Goiânia
InícioNotíciasAgronegócioA  produção goiana deve ficar em  sexto lugar no ranking de maiores...

A  produção goiana deve ficar em  sexto lugar no ranking de maiores VBPs  do País

De acordo com Mapa, Valor Bruto da Produção total da agropecuária goiana deve somar R$ 100,7 bilhões em 2023

O Valor Bruto da Produção (VBP) de ovos deve avançar 14,6% e atingir R$ 1,2 bilhão este ano em Goiás. A estimativa é do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). O novo relatório do órgão, baseado em dados de março, traz projeções para 19 segmentos agropecuários goianos. Com resultado global projetado em R$ 100,7 bilhões, o estado deve ficar em sexto lugar no ranking de maiores VBPs entre todas as unidades federativas.

Na pecuária, outro destaque é a produção de suínos. O VBP da suinocultura goiana deve registrar expansão de 7,2% em 2023, alcançando R$ 1,3 bilhão. “São boas notícias para Goiás e que chegam num momento importante. A pecuária tem passado por desafios devido ao aumento de custos de produção e redução de margens. Indicadores positivos como estes animam o produtor”, comenta o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça.

Na agricultura, 8 dos 14 segmentos têm projeção de alta no Valor Bruto de Produção em 2023. O destaque é o tomate, com 39,7%. De acordo com o Mapa, o VBP da produção goiana do fruto deve passar de R$ 4,6 bilhões para R$ 6,4 bilhões. Com índices positivos estão também as produções de banana (36,3%), arroz (24,4%), laranja (24,3%), feijão (8,8%), milho (5,5%), uva (2,7%) e cana-de-açúcar (0,7%).

Ainda segundo o Mapa, o VBP total da agropecuária goiana deve somar R$ 100,7 bilhões em 2023. A agricultura deve contribuir com R$ 72,1 bilhões para o resultado global. Outros R$ 28,6 bilhões devem vir da pecuária.

Valor Bruto da Produção

De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária, o VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. É calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária, e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país. O valor real da produção, descontada a inflação, é obtido pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) da Fundação Getúlio Vargas. A periodicidade é mensal.

Fabiane Fagundes
Fabiane Fagundes
Jornalista especialista em agronegócio com formação em marketing digital e psicóloga em formação.
Nossas Redes Sociais
11,345FãsCurtir
23,198SeguidoresSeguir
Últimas
Postagens Relacionadas